terça-feira, 5 de março de 2013

Meu Adeus ao TBC-Teatro Brasileiro de Comédia


Parece que o TBC – Teatro Brasileiro de Comédia está nos deixando.

O TBC foi uma das forças responsáveis pela mudança do polo magnético da dramaturgia Brasileira para São Paulo, em 1948/50. Durante muito tempo teve Adolfo Celi, um dos vilões de 007, como seu principal encenador.

O velho prédio da Rua Major Diogo esta abandonado faz anos, teve o tempo e a solidão necessária para recepcionar, acomodar e acalentar os fantasmas de seus grandes astros: Ziembinski, Cacilda Becker, Maria Della Costa, Sergio Cardoso, Paulo Autran e, recentemente, Walmor Chagas.

Passei lá hoje, tudo leva a crer que o edifício está se  transformando num desses estacionamentos de fachadas históricas e mal cuidadas. Teremos a oportunidade de assistir sua lenta agonia e degradação, tijolo por tijolo.

Torço muito para que o estacionamento seja assombrado... pelas elegantes damas e cavalheiros que brilharam no palco do TBC. Uma peculiaridade de SP, os Fantasmas do TBC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário