quarta-feira, 27 de julho de 2016

OSCAR PASSOU POR AQUI


Oscar Niemeyer passou por S. Paulo muitas vezes, deixou seus sinuosos rastros espalhados por diversos pontos da cidade.

Vastos conjuntos arquitetônicos exibem seus traços sestrosos: Ibirapuera – que o povo visita, frequenta e convive; Memorial da América Latina – perpetuamente deserto, feito cenários dos filmes de Michelangelo Antonioni.

Ao menos, por três vezes trabalhou no Centro Novo, participou do projeto ou construiu edifícios de apartamentos, que, até hoje – entre retas e curvas, manhãs ensolaradas e tardes turvas – preservam e se beneficiam de suas ideias e paradigmas.

   a) Edifício Montreal – esquina das Avenidas Ipiranga e Cásper Líbero.

   b) Edifício Eiffel – Praça da República com Rua Marquês de Itú.

   c) Edifício Copan – Av. Ipiranga (perto da Igreja da Consolação)

Colaborou também, não se sabe direito quanto, na construção de dois ou três outros edifícios na cidade.

Infelizmente não deixou nada grande na Avenida Paulista. Talvez por isso, quando olhamos para Conjunto Nacional sentimos falta de curvas e fantasia.