segunda-feira, 8 de junho de 2020

Aix-en-Provence / França – 01/out/ 2016 – Paul Cézanne

Aix-en-Provence / França – 01/out / 2016

Muita vez Paul Cézanne – teimoso, porém ainda não famoso – saia para caminhar de manhã. Voltava sempre com uma nova pintura do Mont Sainte-Victoire, juntou umas 60 telas. Numa das manhãs resolvi acompanha-lo.

Era difícil ele marchava apressado. Durante o percurso em aclive, sem fôlego, perguntei: 

“– Porque pinta tanto o Sainte-Victoire?” 
“– Não pinto a monte, pinto o Tempo. Me fascina, desafia e amedronta como ele transforma tudo, nós e a montanha.”

Fiquei esgargalado, a dúvida havia se expandido epistemologicamente.
“– Gosto de olhar as telas pintadas para lembrar como eu era ontem. Para combater o Tempo todo dia invento um jeito novo de pintar.”
Aderi à inquietação do pintor, menos talentoso, comecei a colecionar fotografias.



Nenhum comentário:

Postar um comentário