domingo, 29 de agosto de 2021

2018/set/17 – Córdoba/Espanha – Averroes / Perfume das Laranjas

 2018/set/17 – Córdoba/Espanha


Saí para comprar chip de telefone e encontrei Averroes, toquei no sábio em pedra e juntos ficamos olhando Córdoba.

Lembrei do conto de Borges em que o Filósofo passa o dia inteiro tentando entender o significado dos termos aristotélicos ‘tragédia’ e ‘comédia’, sem conseguir. O pleonasmo provocativo do arquiteto de enigmas argentino é narrar as meditações do Filósofo acontecendo enquanto assiste diversas modalidades de representações, tristes e alegres, sem jamais conseguir juntar o conceito à coisa. A velha cisão de Platão: a coisa das ideias e a ideias das coisas.

Sorri silente pensando que a Cultura sempre cria mais enigmas do que resolve.

Por entre as buzinas ouvi a engrolada voz de pedra ressoando:

“Estoy de acuerdo. Sé que leíste 'El nombre de la rosa'. 'Rosa', ¿qué tiene que ver este arreglo casual de letras con la flor?

Nada, absolutamente; Por Córdoba inteira rescendia e imperava o perfume das laranjas, sobrepondo-se a quaisquer eventuais cueiros de rosas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário