quinta-feira, 21 de maio de 2020

Florença / Itália – 29/ago/2018 – Michelangelo

Florença / Itália – 29 / ago / 2018


Entrei no ‘Museo Galleria dell'Accademia di Firenze’ com destino certo, conversar com o David original, aquele tocado por Michelangelo. 
Encontrei um garoto enorme, 5 metros de altura, elegantemente vestindo sua própria pele. Olhava o futuro com serenidade, curiosidade, confiança e sem pressa.
“– Posso fazer duas perguntas?”
Ele balançou a cabeça pétrea, vagarosamente.
“– Nunca temeu o gigante Golias?”
“– Não. O próximo passo é sempre onde o futuro nos trouxe, portanto inexorável. Olhar para trás é voltar para procurar erros impossíveis de serem corrigidos.”
A outra pergunta: por que você fala e suas cópias – já tentei com várias – são mudas?”
“- Durante o processo de talha eu e meu criador nos emaranhamos quanticamente. Hoje eu – a pedra – e Michelangelo somos a mesma coisa, como diferentes emanações do universo compartilhado.
As copias são replicações ocas das pretensões humanas. Derivações de futuros trucados.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário