segunda-feira, 25 de março de 2013

FARMACÊUTICO OU ALQUIMISTA?



Quem morava na Rua da Glória, número 104?

O farmacêutico (boticário) mais famoso da cidade? Melhor que a Botica Ao Veado D'Ouro que existia até pouco tempo atrás? Ou o alquimista hermético mais sabido do Estado? Por isso tolerado pelas autoridades?

Ninguém sabe responder, nem mesmo o site http://www.saopauloantiga.com.br/, o melhor, mais amplo e atualizado banco de dados sobre os edifícios, construções e histórias curiosas paulistanas. Reportagem da Veja em 2013.

Quando aos domingos saio para PAULISTAR e vou comer o melhor Udom do Hemisfério Sul, incluindo a ZL, ABC e Osasco, sempre deixo meu carro estacionado defronte, revejo a casa e renovo as dúvidas.

Quem morava aqui? Já fotografei esta moradia uma trinca de vezes, porque três é um número esotérico, mas a quantidade de fotografias não ajuda a sanar as indagações.

Observem o cálix com a serpente enrolada na taça, três vezes repetido, uma vez na sobreloja e duas na porta, porque três é um algarismo cabalístico.

Este mistério merece no mínimo um conto fantástico. Ou três, porque três é o soma sagrada da trindade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário